Alerta ao Consumidor: Fim de ano também é época de festa para os golpistas

Conheça os principais esquemas aplicados neste período e fique atento para não ser enganado

Estamos num período propício à ação de estelionatários. Muitos se aproveitam que o fim de ano é um momento em que as pessoas estão com um pouco mais de dinheiro no bolso, ou estão buscando quitar dívidas.

De acordo com a pesquisa “Fraudes em Investimentos no Brasil”, conduzida pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), 11% dos brasileiros já perderam dinheiro em esquemas de investimentos fraudulentos.

DOAÇÕES PARA INSTITUIÇÕES

Um dos golpes mais comuns nessa época são os pedidos de doação para instituições falsas. Contando com a vontade das pessoas fazerem boas ações próximo ao Natal, há a tentativa de extorquir dinheiro de quem acha que está ajudando uma causa real. As abordagens podem ser por e-mail, mensagens de WhatsApp ou telefonema. Por isso, é importante verificar na internet se a instituição existe, se possui site, endereço físico e CNPJ. Pedidos em dinheiro vivo também são altamente suspeitos.

 

FACILIDADES PARA QUITAR DÉBITOS

Outra forma dos bandidos agirem é oferecendo condições facilitadas para quitar débitos. Os estelionatários aproveitam que muitas dívidas vencem no fim do ano para agir.

Empresas de fachada acabam convencendo pessoas desesperadas de que conseguem acertar as dívidas diretamente com o banco. Isso leva o indivíduo a parar de pagar seus juros para investir seu dinheiro apenas nos “serviços” da suposta intermediária, que promete melhores prazos, taxas menores, etc. Por isso, fique de olho nessas “facilidades” e “oportunidades imperdíveis”: certamente é golpe.

 

FALSOS SITES

Surfando também no maior volume de compras no fim do ano e na vontade de usar o 13º para fazer viagens, muitos fraudadores criam sites falsos para pegar os desavisados.

O consumidor fica tentado por grandes descontos em produtos e pacotes de viagem, e não percebe que se tratam de páginas fake. Muitas das melhores promoções do ano já aconteceram, a essa altura, durante a Black Friday, portanto, aqui também é preciso pesquisar se a empresa do site possui CNPJ e tem endereço físico registrado.

No mais, duvide sempre de tudo que pareça bom demais pra ser verdade, porque, no fim das contas, não é verdade mesmo.

Fonte: noticias.reclameaqui.com.br